Ser ou não ser autônomo: eis a questão!

 Ser ou não ser autônomo: eis a questão!

 
Quem decide seguir a trilha do trabalho autônomo ganha, logo de cara, um senhor presente: vira dona absoluta de sua força de trabalho. Em outras palavras, é livre para colocar preço e prestar serviço a quem desejar. De brinde, flexibilidade total de horários.
 
Quem escolhe esse caminho não pode ser lenta, acomodada, muito menos, medrosa. Hoje, a pior profissional, em qualquer situação, é aquela que não tem determinação e iniciativa. E isso se intensifica no mercado autônomo. Para se dar bem, é preciso estar antenada, ter boa aparência, pensamento ágil, correr atrás dos seus objetivos. É fundamental também aprender a lidar com a angústia gerada pela instabilidade, pois a quantidade de trabalho oscila mês a mês. Quando você está por conta própria, precisa manter a disciplina com relação a prazos, por exemplo, já que a responsabilidade é toda sua.
 
Também é necessário tomar algumas providências legais, como pagar o INSS como autônoma e/ou pagar um plano de Previdência privada. Outra questão importante é sobre a legalização do negócio. Se seus rendimentos forem de até R$1.200,00, há isenção de impostos e se o lucro for acima de R$2.400,00 é preciso abrir uma sociedade simples, com CNPJ. Procure o SEBRAE mais próximo e você terá toda a ajuda necessária.
 
 Ser ou não ser autônomo: eis a questão!
 
Para ter sucesso você precisa ter planejamento, saber gerenciar suas contas, se capacitar, procurar ajuda de outros profissionais da área, saber administrar seu tempo e fugir de empréstimos exorbitantes. É importante também você investir em você. Ter férias, momentos de lazer com a família, são fundamentais para manter a satisfação pessoal.
 
Um bom mercado é o de revenda de lingerie. Por estar em constante expansão, há diversas opções de sites de venda a atacado na internet, o que te traz mais comodidade, pois a entrega é feita pelos Correios e em poucos dias você já estará com os seus produtos em mãos. Como todo trabalho com vendas, é preciso ter uma clientela para oferecer os produtos. Converse com amigas, familiares, reúna grupos de compras em sua casa e, assim, você vai conhecendo o gosto de suas futuras compradoras. Revender lingerie é um bom negócio, pois você pode conseguir fazer as compras com preços acessíveis e vender para suas clientes com uma boa margem de lucro.
 
Há muitas pessoas trilhando esse caminho. Siga seus sonhos, tenha perseverança e organização. Rumo ao sucesso!
Todos as marcas tem sua qualidade comprovada antes de fazerem parte do Lingerie BR.
O polo de moda íntima de Nova Friburgo nos oferece o ambiente e qualidade necessárias.
Todas as informações são criptografadas armazenadas dessa forma.

SELOS DE SEGURANÇA E QUALIDADE

DESIGN POR